sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Ata da 88ª Sessão da 15ª Legislatura da Câmara de Elesbão Veloso - 12-02-2016

 

Ata da octogésima oitava sessão ordinária da décima quinta legislatura da Câmara municipal de Elesbão Veloso, Piauí, realizada às vinte horas do dia doze de fevereiro de dois mil e dezesseis em sua sede, à avenida Benício Alves, 359, centro, sob a presidência do vereador Gonçalo Portela Moura e com o comparecimento dos senhores vereadores; Antônio de Sousa Barbosa; Cícero Marcos de Oliveira; Elizeth Gomes Vieira Cavalcante; Fernando Marcos  Moura Vilarinho; Genival Santos da Silva; Marcos Tácio Lopes de Farias; Paulo Ferreira de França e Valmir Clarindo Salgueiro da Silva. Havendo número legal o senhor presidente declarou aberta a sessão. Em seguida o secretário da mesa efetuou a leitura da ata anterior que foi aprovada sem observação e por unanimidade dos votos. 

Expediente do dia: leitura dos pareceres das comissões permanente da CMEV aos projetos de lei nº 001/2016 e 002/2016 do poder legislativo municipal; leitura do ofício nº 2769/2015 da caixa econômica para CMEV; leitura do ofício nº 3554/2015, da CODEVASF para CMEV; leitura do ofício 001/2015 do Sindicato dos Professores de Elesbão Veloso; leitura dos indicativos do vereador Paulo França; leitura do convite dos festejos do sossego para todos os vereadores; leitura do plano de combate a dengue de Elesbão Veloso. Prosseguindo a sessão, o senhor presidente concedeu a palavra aos vereadores inscritos para a oratória.

O vereador Valmir Salgueiro, disse que como já havia falado na sessão anterior esse ano de eleição será muito complexo, um país cheio de incertezas, dinheiro curto e leis que não funcionam, mas que estão aí para amedrontar cada vez mais e dificultar o trabalho de quem pretende pleitear um cargo público, pedir a deus por todos nós que somos candidatos e aos demais que vão aparecer que nos dê força coragem e sabedoria para discernir o certo do errado. Falou das chuvas ocorridas nos últimos dias e da quantidade de lama trazida pela as mesma, de minha casa até a propriedade são aproximadamente três quilômetros onde faço esse percusso na maioria das vezes a pé e a quantidade de lama é grande. E como disse o senhor secretário de obra que a minha estrada não é empiçarrada porque não tem representante, quem era para ser era o senhor Valmir e a esposa Valdelia, mas infelizmente não tem representação nenhuma e por isso não tem piçarra na estrada, não é só esses três quilômetros de ida e de volta não, tem que andar para procurar os animais pois são 240 (duzentos e quarenta) hectares, quero dizer mais uma vez que chegou o inverno de 2016 e há quatro anos venho pedindo  ao senhor prefeito para empiçarrar aquela estrada que antes de ser minha já era dele mesmo, de sua esposa e da esposa do senhor presidente Gonçalo Moura e que infelizmente ou felizmente não fui contemplado e nem por isso até hoje minhas ovelhas e cabras deixaram de ir para o chiqueiro por causa da lama. Concordou com o vereador Paulo sobre a questão do entulho que foi colocado na rua Afonso Mafrense, pois ali é um serviço que vem se arrastando desde a legislatura passada que começou abrir o primeiro buraco, e tem que ser feito um serviço de acordo com o que precisa, e discorda com o vereador Paulo sobre a questão do calçamento da rua piauí, da rua são Paulo e qualquer outra que seja, tendo casa ou não, se nós pudéssemos ter calçamento em todas as ruas seria bom, não tenho nenhuma procuração para defender o vereador Cícero pois ele mesmo já se defendeu, mas o club veio em uma boa hora, pois faltava um club de porte aqui na cidade, e o calçamento em volta foi de maneira bem acertada. Temos que entender que período chuvoso acontece aqui e em qualquer lugar do mundo, destrói ruas, pontes, casas, cidades e aqui não é diferente, não sei se por falta de verba ou displicência do secretário mais tem muitos buracos que vem antes das chuvas, em uma rua próximo a sambaíba tem uns três que já estão quase para fazer aniversário e se vier chuva terá muito mais. Complementou o que já foi dito sobre as empresas que ganham licitação em um município como Elesbão Veloso e outros mais, vem com um poder de fogo na hora que parece ser grande, ponha o preço lá em baixo e repassa para uma empresa de menor porte e a qual não tem condição nem de se deslocar de sua cidade para onde vai ser feito a obra, que é o que já aconteceu em Elesbão Veloso, muitas delas não tem condição de pagar o frete do caminhão, isso atrapalha o andamento das obras, infelizmente as coisas vão demorar a chegar a um ponto que seja pelo menos razoável que é quando uma empresa que participar de uma licitação se for a ganhadora ela tem que ser também a construidora da obra, se observar a mesma empresa participa de licitações em praticamente quase todos os municípios.

O vereador Fernando Moura, comentou sobre o que foi lido do documento da CODEVASF, falando dos  356.925,90 (trezentos e cinquenta e seis mil, novecentos e vinte e cinco reais e noventa centavos) com relação a primeira percela, que é uma de três  que da mais de um milhão dos poços tubulares. Tive oportunidade de conversar com o senhor prefeito e o mesmo informou que a empresa só começaria a escavar, equipar os poços com a primeira parcela depositada, mas o município vai ficar bem servido de poços tubulares. Sobre os calçamentos que em uma parte o vereador Paulo tem razão e em outra penso diferente, Elesbão Veloso hoje é bastante contemplado com calçamento, tem algumas ruas necessitando ainda como nos bairros capitão Mundoco e piçarra, mas tivemos a felicidade de ter um deputado federal e uma deputada que envia bastante recurso e só temos a agradecer. Não acho que o calçamento nas ruas citadas anteriormente foi para beneficiar o vereador Cicero ou qualquer outra pessoa, pois aquelas ruas moram outras pessoas e tem que serem abertas com tendência da cidade crescer cada vez mais. E as obras que começam e não são concluídas que independente de quem vai assumir tem que terminar o que foi começado, a questão é que a inviabilidade é grande, muita burocracia, como o matadouro com 80% (oitenta) por cento feito e sem dinheiro para terminar. Falou da segurança pública, a polícia civil trabalhando bem discretamente fez apreensão de várias pessoas aqui da cidade, lamentou, pois infelizmente Elesbão Veloso só aparece no cenário com essas coisas ruins. 

Ordem do dia: primeira discussão e votação dos projetos de lei nº 001/2016 “concede revisão anual nos subsídios dos vereadores de Elesbão Veloso e dá outras providências e do projeto de lei nº 002/2016 “dispõe sobre a organização administrativa da câmara municipal de Elesbão Veloso e dá outras providências.

Os projetos acima descritos foram aprovados por unanimidade dos votos válidos. E nada mais havendo a tratar, o senhor presidente declarou encerrada a sessão. E para constar, lavrou-se a presente ata, que depois de lida e achada em conforme, vai assinada por todos os vereadores que dela participaram.

Nenhum comentário:
Write comentários