sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Vereador Paulo França defende volta de corrida de vaqueiros ao invés de cavalgada

 

Na sessão desta sexta-feira (13), o vereador Paulo França-PSB cobrou por parte do poder municipal o retorno da tradicional corrida de vaqueiros substituída por cavalgada durante os festejos de Elesbão Veloso neste anos de 2017.

- O município errou quando não realizou a corrida de vaqueiros (cavalos), então fui procurado por diversas pessoas aqui do município, e elas estão pedindo para que o município não deixe de realizar a festa de vaqueiro. -

- Essa já, é uma tradição vereador Gonçalo Moura, então não deve parar, e deve continuar é uma cultura e já temos mais de quatro décadas que isso vem acontecendo no município de Elesbão Veloso. Então deixar de realizar a corrida de vaqueiro não pega bem pra nós do município e nem pra região valenciana.

- Então vereador Edi Rufino, foi substituída a corrida de cavalos pela cavalgada. Tudo bem que implantamos a cavalgada a cavalgada no município, mas vamos permanecer com a corrida de vaqueiro que é tradição. O vaqueiro ainda existe, então se ele existe nos temos que prestigiar ele. Fazendo a cavalgada nos, não vamos estar prestigiando de forma correta o vaqueiro né? Por que lá vão estar inseridas outras pessoas. Pra que possamos possibilitar os vaqueiros e os demais do município possam participar, é importante que a cavalgada entre em nosso município, mas que permaneça a corrida de vaqueiros. -

- Algumas pessoas disseram vereador, o município de Elesbão Veloso não realizou a corrida de vaqueiro porque o Padre disse que não pode correr menos e não aceitou, o conselho tutelar não aceitou. -

- Então nada de padre, nada de conselho tutelar, nada de juiz e nada de promotor! Não foi realizada porque o município assim decidiu pra colocar a cavalgada, então tem que ser colocada de forma clara. Então poderia ter sido feito as duas, assim como amanhã terá uma cavalgada e tem um pessoal fazendo aí uma cavalgada. -

- Outras cidades da região continua tendo corrida de vaqueiros e não podemos deixar acabar, pois isso é uma cultura. São reclamações que eu ouvi da população, por isso estou trazendo aqui este debate. -

Minha sugestão é que façamos uma audiência pública no próximo anos e chamamos promotor, delegado e conselho tutelar o que não podemos é deixar acabar e só se entende conversando.

Aparte vereador Gonçalo Moura

Em seu aparte o vereador Gonçalo Moura-PTB, defendeu a mudança e afirmou que o modelo anterior de pareia de cavalos é muito perigoso e citou caso ocorrido em Elesbão Veloso por ocasião da corrida de vaqueiro em Elesbão Veloso, onde na ocasião, um prefeito veio a óbito e um adolescente ficou com sequelas permanentes.

- Eu tive oportunidade há muito tempo atrás, estou em torno de 10 anos que não participo diretamente da organização de corridas de vaqueiros, mas tive o prazer de organizar a minha família a organizar festa do vaqueiro por muitos anos.

- Quero dizer assim, que com relação a cobrança da justiça, isso é uma responsabilidade muito grande, e quem esta fora não sabe e acha que deve ser feito porque deve ser feito. Mas sempre quando ia ocorrer essas corridas sempre o juiz me falava que se ocorresse problema eu seria o responsável por tudo. -

- Como aconteceu aquele acidente com aquele prefeito de Santa Rosa no ano de 1996, se fosse hoje, talvez o ex-prefeito de Elesbão Veloso tivesse pagando por um preço que ele não teve culpa nenhuma. Quero lhe dizer que se ocorrer acidente, o organizar vai responder judicialmente. É uma responsabilidade grande e responde, é uma coisa muito seria - Afirmou Gonçalo Moura

Nenhum comentário:
Write comentários