segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Ata da 52ª Sessão da 15ª Legislatura da Câmara de Elesbão Veloso - 07-11-2014

 

Ata da quinquagésima segunda sessão ordinária da décima quinta Legislatura da Câmara municipal de Elesbão Veloso, Piauí, realizada às vinte horas do dia sete de novembro de dois mil e quatorze em sua sede, à avenida Benício Alves, 359, centro, sob a presidência do vereador Gonçalo Portela Moura e com o comparecimento dos vereadores; Antônio de Sousa Barbosa; Cícero Marcos de Oliveira; Elizeth Gomes Vieira Cavalcante; Fernando Marcos Moura Vilarinho; Genival Santos da Silva; Marcos Tácio Lopes de Farias; Paulo Ferreira de França e Valmir Clarindo Salgueiro da Silva. Havendo número legal o senhor presidente declarou aberta a sessão.


Em seguida o secretário da mesa efetuou a leitura da ata anterior que foi aprovada sem observação e por unanimidade dos votos. Expediente do dia: leitura do projeto de lei nº 013/2014 que “dispõe sobre a nomeação da quadra poliesportiva na rua Pe. José Paulo do Rego no bairro Capitão Mundoco, em frente a escola municipal Joana Nonata”. Oficialmente denominada quadra poliesportiva Idê Oliveira; leitura do ofício nº 034/2014 da CMEV para PMEV; leitura do ofício nº 015/2014 da Agencia de Desenvolvimento Municipal a CMEV; leitura de um comunicado do Ministério da Educação com repasse para o município. Prosseguindo a sessão, o presidente concedeu a palavra aos vereadores inscritos para a oratória. 

O vereador Fernando Moura, pediu informações  sobre o milho da Conab, se já está sendo distribuído, pois estamos enfrentando uma seca grande, falta de água e recebemos  reclamações das pessoas que querem saber sobre  a  distribuição do milho e da quantidade que diminuiu.  Falou da  funcionária Irisdalva que sofreu um acidente de moto e encontra-se  na HUT  em Teresina, e como não é novidade é um hospital super lotado com pacientes pelos corredores, e a mesma espera  por  uma cirurgia no braço. Fez pedido verbal para a iluminação pública na comunidade baixa fria, que as luzes ficam acessa direto, já foi reclamado pelo vereador Paulo França na comunidade Malhada, então pede as devidas providências. Pede informações sobre as máquinas do município  se  as mesmas já voltaram a trabalhar, sabemos que o município é grande  e não dá conta de tudo ao mesmo tempo, mas temos que vê a questão da prioridade como: localidade Angical, Meios,  Atalaia e Berlenga  há muitas necessidades e  reclamações. 

O vereador Paulo França, falou da funcionária Irisdalva que encontra-se  internada  a espera de cirurgia  na HUT em Teresina,  pediu  a nossa padroeira santa teresinha pela sua recuperação. Solicitou  verbalmente  em seu nome e da população de Elesbão Veloso  a recuperação de um trecho do asfalto na rua 13 de maio onde existe uma poça d’água já há algum tempo, isso tem causado transtorno não só para  os comerciantes, mas para toda população, pede as devidas providências  e que resolva o problema o mais rápido possível. Reivindicou novamente a elevação do asfalto na avenida joão XXIII, mais precisamente em frente a panificadora sucesso e a usina Aguidantas, para que possa melhorar a  condição de trafegabilidade, esses trechos estão causando  desconforto para todos elesbonenses e causando vítimas , pede que o poder executivo atenda esse pleito já solicitado por várias vezes aqui nesta casa.  Solicitou novamente do secretário Aldemar Soares, que informe ao poder  legislativo o cronograma para a perfuração de poços para o município, pois tem conhecimento que a FUNASA disponibilizou  recursos  de três milhões  e trinta e quatro mil reais  para a perfuração de poços em nosso município, e  gostaria de saber  se já foi feito alguma perfuração, quais localidades já foram contempladas, e de que forma  a população pode  aguardar esse resultado, a população nos cobra e na condição de representante temos que ouvir do representante legal se há data prevista para execução dessa obra.  

O vereador Antônio Barbosa, reforçou o que foi falado pelo vereador Paulo França a respeito das relações de poços  que são realmente 18 (dezoito)  poços o valor é de três milhões e trinta e quatro mil reais, disse só não ter certeza se esse repasse foi transferido   para a  prefeitura para essas perfurações, existe sim uma relação de poços, mas tem comunidades que nem sabiam  que estavam na relação desses poços como a comunidade do banguê, onde  já existe um poço, mas a prefeitura  tem uma relação desde julho do ano passado inclusive, alguns já vem até pago uma taxa na secretaria de recursos de licença ambiental  de 96,00 ( noventa e seis reais). Falou a respeito da importância  dos membros das comissões se reunirem para discutirem sobre os projetos, como representante do povo  sente que é preciso sentar e  debater alguns pontos  para chegar a um denominador comum.  A respeito das máquinas do município, onde o mesmo solicitou do secretário Aldemar Soares que fizesse um serviço na associação de horticultores que foi fundado a três anos, que estar necessitando desmatar a área, e foi informado que as máquinas estavam com problemas nos pneus e aguardavam a recuperação das mesmas. Fez solicitação verbal ao poder executivo para limpeza  e clareação dos esgotos do nosso município, em especial na rua Tiradentes e Eurípedes de Aguiar, há acúmulo de água, sujeira, insetos e o mal cheiro é grande. A respeito do milho da CONAB que tinha sido suspenso, mas  foi informado que já estar sendo entregue novamente  em outras cidades que faz parte da regional  e logo será  em nossa cidade. Falou a respeito do pagamento de funcionários que estar variando de data, gostaria de saber o que  estar acontecendo, pois sabemos que o repasse entra a cada  dia 10 (dez),  20 (vinte), e 30 (trinta). 

Ordem do dia: segunda discussão e votação do projeto de lei nº 017/2014 de autoria do vereador Marcos Tácio que dispõe sobre a nomeação da rua Deoclides Absolon da Silva, na continuação da rua Olavo Martins, situado entre as ruas piauí e a rua do Amarante. Aprovado em segunda discussão por unanimidade dos votos válidos.  E nada mais havendo a tratar, o senhor presidente declarou encerrada a sessão.  E para constar, lavrou-se a presente  ata, que depois de lida e achada em conforme, vai assinada por todos os vereadores que dela participaram.  

Nenhum comentário:
Write comentários